top of page
BLOG DEFESA DA FÉ

Quem comete suicídio necessariamente vai para o inferno?


Creio que sempre que falamos sobre suicídio, devemos iniciar por uma afirmação direta: ao cristão, não é correto tirar a vida de outro, nem a sua própria. Tanto o homicídio quanto o suicídio encontram barreira tanto no sexto mandamento da Bíblia, que simplesmente estabelece a proibição “Não matarás” (Êxodo 20:13), quanto no amor (inclusive por si próprio) que deve ser o norte da conduta de todo seguidor de Cristo.


Veja ainda que o princípio que fundamenta o fato de que não podemos tirar a nossa própria vida é o de que, principalmente para nós, cristãos, nossa vida está em total dependência do Senhor e somente a Ele deve caber o momento em que deixaremos esta vida e passaremos para a Eternidade. Devemos permitir que Deus exerça a sua soberania quanto ao tempo da nossa vida e da nossa morte.


Vemos como exemplo positivo a conduta do apostolo Paulo, que foi rápido em agir contra o suicídio de seu carcereiro. Lucas narra:


"o carcereiro acordou e, vendo abertas as portas da prisão, desembainhou sua espada para se matar, porque pensava que os presos tivessem fugido. Mas Paulo gritou: ‘Não faça isso! Estamos todos aqui!’." (Atos 16:27-28).