top of page
BLOG DEFESA DA FÉ

Você já ouviu falar em complexidade irredutível? O que isso tem a ver com a hipótese da evolução?


Em todas as palestras que faço nos departamentos e cursos da área de saúde, um dos pontos mais importantes levantados é sempre o da evolução. Nessas oportunidades, tenho sempre de deixar claro que há uma distinção importante a ser feita entre micro e macroevolução.


Micro e Macroevolução


Gostaria de começar esclarecendo que microevolução, evolução dentro do mesmo grupo genético, não só ocorre como inclusive é bíblica. Explica, por exemplo, por que temos tanta variação de cães (Doberman, Pastor Alemão, etc.), apesar de Noé ter levado apenas um casal de cada tipo para a arca.


Veja que o que não ocorre na natureza é a macroevolução, que explicaria o aparecimento do homem na Terra a partir de seres menos complexos, que teriam evoluído com o passar das gerações e unicamente por meio de processos totalmente naturais, como a seleção natural ou a mutação benéfica.


A hipótese da macroevolução, diferentemente do que ocorre quanto à microevolução, tem inúmeros obstáculos para ser tomada como algo que efetivamente ocorreu ou ainda ocorre na natureza.